Folhado de filé mignon de porco

em

Folhado de filé mignon de porco

Provavelmente o primeiro pensamento que se passa na cabeça de muitos leitores quando deparam-se com a foto acima é: “Nossa, mas esse porco está cru!” Não, ele não está cru, ele só foi cozido com cuidado. O prazer de saborear uma carne surge quando ela está tenra e suculenta (mas não necessariamente mal passada). É por isso que cozinhar a carne com cuidado é benéfico para o sabor. Afinal, qual é a graça de comer um bife duro ou um frango seco?Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a carne suína deve atingir 70°C em todas as suas partes para estar livre de germes e parasitas nocivos ao ser humano. No caso dessa receita, a temperatura mínima de cozimento foi atingida levando-se o folhado ao forno a 200°C durante 30 minutos. O resultado pode ser observado na foto: uma carne suculenta, mas mesmo  segura para o consumo.Vale lembrar que no Brasil a carne só deve ser comprada se possuir o selo de inspeção do Ministério da Agricultura. Esse selo certifica que a carne é proveniente de matadouros inspecionados.

A receita é relativamente simples. O único ponto crítico é a montagem. Na hora de enrolar tudo a massa folhada deve ser manipulada com cuidado, pois há o risco dela rasgar.

A tradição nas receitas de forno é pincelar o alimento com gema de ovo. Eu particularmente não gosto disso, pois geralmente acabo disperdiçando a clara. Então, a não ser que na clara seja usada na receita, eu prefiro usar maionese para pincelar (técnica da avó da Renata), que é composta de gema de ovo. E após assado, o efeito que a maionese dá fica bem parecido com o método tradicional.

Nesse dia preparamos arroz como acompanhamento, mas por conta do patê compacto em volta do filé tornar o folhado relativamente pesado, recomendo acompanhar com algo mais leve, como por exemplo uma salada de folhas. A salada típica que acompanha esse tipo de pratos por aqui é a Feldsalat, conhecida em português como canónigo. Apesar nome estranho, vale a pena ser experimentada (caso for achada por aí no Brasil).

Folhado de filé mignon de porco

Dificuldade: Medio
Rendimento: 3 a 4 porções
Marinada: 2 horas
Preparo: 30 minutos
Cozimento: 30 minutos

Para o patê:

  • 250 gr de carne moída
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de farinha de rosca
  • 2 dentes de alho
  • salsinha
  • sal e pimenta do reino a gosto

Para o resto do folhado:

  • 1 pacote de massa folhada
  • 1 filé mignon de porco (aproximadamente 500 gr)
  • 100 gr de presunto cru ou bacon em fatias finas
  • vinho branco, louro e alho para marinar
  • azeite para selar o filé
  • maionese para pincelar
  • sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:

  1. Coloque o filé de porco em uma vasilha. Adicione o vinho branco até alcançar a metade do filé. Com a mão, amasse um dente de alho e junte à marinada. Coloque também o sal (aproximadamente 2 colheres rasas de chá de sal para 500 gr de carne) e a folha de louro. Cubra com papel filme e leve a geladeira por uma hora. Então vire o filé e deixe na geladeira por mais uma hora.
  2. Em um processador (funciona com o mixer também, mas dá mais trabalho) coloque todos os ingredientes do patê e bata até a massa ficar homogênea. Reserve.
    130210_Pastete_2
  3. Retire a massa folhada da geladeira e deixe descansá-la por 5 minutos antes de retirá-la do pacote. Em uma frigideira grande, aqueça o azeite em fogo alto e sele o filé completamente até ficar dourado. Reserve o filé.
    130210_Pastete_1
  4. Abra então a massa folhada. Espalhe o patê pela superfície da massa como mostrado na foto, deixando um dos lados compridos com uma borda mais larga.
    130210_Pastete_3
  5. Distribua as fatias de presunto sobre opatê no sentido que o file será enrolado.Umideça o dedo com água e passe sobre as bordas da massa. Então coloque o filé sobre o lado oposto a borda mais larga e enrole. Com um garfo, amasse as pontas do folhado para fechá-lo completamente.Pincele o folhado com maionese.130210_Pastete5a
  6. Leve ao forno a 200°C por meia hora. Em seguida retire e deixe esfriar um pouco antes de cortar.
    130210_Pastete_11

Para servir, corte em fatias de mais ou menos 5 cm.

O vinho

O filé mignon de porco tem um gosto bem delicado. Por isso, deve-se atentar a escolha do vinho, para que este não se sobreponha ao prato. Uma boa dica e harmonizar o prato com um vinho branco mais encorpado, como um Sauvignon Blanc ou um Chardonnay. Para quem fizer questão de vinho tinto, uma ótima opção é o Beaujolais, vinho jovem, frutado e fácil de beber, originário da região de mesmo nome, situada ao norte de Lyon, na França.

Divirtam-se e bom proveito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s