Coq au vin à la Farofa

em

130621_Coq au vin

Quem cozinha frequentemente talvez já tenha se deparado com o que aconteceu comigo há um tempo atrás: um bloqueio culinário. Ao mesmo tempo em eu não queria cozinhar nada que já tinha cozinhado, também não tinha inspiração nenhuma para fazer algo novo.

Até que um dia achei o livro que iria resolver o meu problema: Bistro, Bar & Brasserie. Nele, o autor descreve alguns clássicos da cozinha francesa assim como muita coisa para beliscar. Após dar uma folheada no livro,  escolhi o coq au vin (frango ao vinho em francês) para começar por dois motivos. Por ser frango ao vinho, consequentemente toma-se vinho para acompanhar. O autor até da a dica de servir o mesmo vinho usado no preparo para otimizar a combinação comida/bebida. Além disso, eu gosto muito desse tipo de prato ensopado. É fácil de fazer, as carnes menos nobres dão os melhores resultados e não tem como errar, já que praticamente é só colocar os ingredientes na panela.

Tradicionalmente o coq au vin é preparado com o Borgonha, vinho da região francesa de mesmo nome.  No dia não tínhamos esse tipo de vinho em casa, então tivemos que improvisar. Usamos um Beaujolais que já estava aberto na geladeira, e que por sinal foi muito bem com o frango, por ser um tinto bem leve. Um outro improviso foi o uso da panela de pressão. Na receita original, o cozimento é iniciado no fogão e finalizado no forno. Como (ainda) não tínhamos uma panela que fosse ao forno, não nos restou outro jeito. Para nossa satisfação, o resultado foi ótimo!

Ah, a partir de agora vamos passar a colocar os nomes técnicos das coisas e explicar exatamente o que é. Futuramente vamos juntar todas essas definições já postadas em uma página aqui no blog para facilitar a vida do leitor. Os dois nomes técnicos que aparecerão nesta receita são:

  • O processo de soltar o que está grudado no fundo da panela com a ajuda de algum chama-se deglaçar (vem de déglacer, que em francês significa dissolver em liquido);
  • O bouquet garni é um conjunto de ervas aromáticas destinado a temperar pratos e molhos. Não possui uma receita específica, mas os ingredientes geralmente usados são o louro, a salsa, o tomilho e o alecrim.

Coq au vin à la Farofa

Dificuldade: Medio
Rendimento:
 4 porções
Preparo: 15 minutos
Cozimento: 25 minutos

Ingredientes:

130621_Coq au vin_0

  • 4 sobrecoxas de frango
  • 100g de champignon
  • 50g de bacon
  • 400ml de vinho
  • 1 bouquet garni
  • 1 colher de sopa de farinha
  • 12 a 16 cebolas-pérola inteiras e descascadas
  • 40 ml (1 copo de shot) de conhaque
  • 200ml de caldo de frango
  • 2 colheres de sopa de manteiga

Preparo:

  1. Em fogo médio, derreta parte da manteiga na panela de pressao. Então junte o bacon e as cebolas. Frite até dourar.
    130621_Coq au vin_1
  2. Retire tudo da panela e coloque o champignon na mesma, mexendo bem até deglaçar. Remova e reserve.
    130621_Coq au vin_2
  3. Adicione o resto da manteiga à panela. Junte o frango e frite-o até selá-lo por completo.
    130621_Coq au vin_3
  4. Salpique a farinha sobre o frango. Mexa bem até ele ficar dourado.
    130621_Coq au vin_4
  5. Adicione o vinho e misture tudo para desgrudar as raspas do fundo da panela (deglaçar!). Estas raspas são compostas dos sucos da carne que caramelizaram devido ao calor, e dão um toque especial no sabor do prato. Então junte o caldo, o conhaque, o bacon, o champignon, a cebola e o bouquet garni. Feche a panela e conte 17 minutos após pegar pressão.
    130621_Coq au vin_5
  6. Em seguida, tire a panela do fogo e espere abaixar a pressão para destapar. Se o caldo ainda não estiver grosso o suficiente, retire tudo da panela, deixando somente o líquido. Reserve o frango e os outros ingredientes em lugar aquecido.
    130621_Coq au vin_6
  7. Aumente o fogo e reduza o caldo até adiquirir uma consistência mais espessa, mexendo sempre.
    130621_Coq au vin_7
  8. Disponha o frango e os outros ingredientes no prato e regue com o molho. Sirva com baguete, arroz ou purê de batata.
    130621_Coq au vin_8

DICAS: Se não for possível usar o Beaujolais ou o Borgonha, um bom substituto é o branco Riesling. Caso seja difícil achar cebola pérola, é possível substitui-la por cebola normal cortada em pedaços grandes

Divirta-se e bom apetite!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s